Técnico brasileiro vai treinar time japonês

O técnico Adílson Batista, de 38 anos, deixou o Figueirense, de Santa Catarina, para assumir o comando do Júbilo Iwata, do Japão. O treinador, que levou a equipe catarinense ao 14° título estadual, já tinha um acordo com os dirigentes de que se tivesse uma proposta do exterior, poderia sair do comando do Alvinegro catarinense.

Nos dez meses que permaneceu no comando do Figueira, como é carinhosamente chamado o clube, Batista conquistou 27 vitórias, perdeu 16 e empatou 11 jogos, num total de 54 partidas. Acompanharão o treinador o auxiliar-técnico Ivanir Bento, o preparador de goleiros Oscar Rodriguez e o preparador físico José Mário Campeiz.

Adilson Batista está retornando ao futebol japonês, já que atuou entre 1997 e 1999 como zagueiro-central do próprio Júbilo Iwata.