Honda desiste de protesto oficial contra BMW

Nick Fry declarou que a Honda não irá protestar contra a BMW Sauber. É que após o treino classificatório do Grande Prêmio do Canadá, realizado no sábado 24, o time japonês acusou os alemães de estarem utilizando asas traseiras flexíveis.

O que teria feito a Honda mudar de idéia foi uma conversa entre Fry e Charles Whiting, delegado-técnico da FIA. O comissário afirmou ao diretor-geral da equipe japonesa que um protesto seria inútil, já que todas as asas teriam sido aprovadas. “Whiting deixou claro que todas as equipes estavam de acordo com as regras”, disse Fry.

Fry sugere que a FIA obrigue as equipes a colocarem o separador de outra forma. “Isso teria de ser conectado entre os dois pontos mais curtos das lâminas, assegurando de que uma asa não se mova em relação à outra”, completou.