Nakamoto será o diretor-técnico da Honda

A Honda dá seqüência ao remanejamento de posições em sua estrutura para deixar de lado a crise. Geoffrey Willis vai dedicar-se à aerodinâmica do RA106, deixando seu cargo de diretor-técnico. O posto passa a ser ocupado por Shuhei Nakamoto.

Na corrida em Silverstone, Jacky Eeckelaert é quem passou a cuidar de algumas responsabilidades que eram de Willis. O piloto Jenson Button largou na 19ª posição – e abandonou após oito voltas, sem motor – e Rubens Barrichello, sexto no grid, chegou em décimo.

Nakamoto era diretor de engenharia da equipe japonesa e não esperava subir de cargo nem assumir outras funções na Honda. O chefe Nick Fry afirmou que a Honda tem metas ambiciosas e que investe muito para alcançá-las. “Temos de garantir que vamos fazer de tudo para perseguir esses objetivos”, comentou.