Associação de direitos humanos é acusada de fraude

O jornal Yomiuri noticiou que o Centro Asuka para os Direitos Humanos recebeu 8,7 milhões de ienes para cuidar de uma pré-escola em Osaka, mas teria deixado de fazê-lo. A entidade foi contratada pela prefeitura de Osaka para fazer a segurança do local durante a noite e aos feriados, mas, segundo o diário, não enviou nenhum membro para fazer a vigilância nestas ocasiões.

O presidente da Fundação Asuka-kai, Kunihiko Konishi, está preso sob acusação de fraude fiscal por casos anteriores.

Redação Made in Japan Redação do site Made in Japan

Compre agora na Amazon

Seu Nome em Japonês

Cotações de Moedas

  • Dólar: R$ 5,1704
  • Euro: R$ 5,6161
  • Iene: R$ 0,0330
Fonte: BCB (27/05/2024)
Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para personalizar publicidade e produzir estatísticas de acesso de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.