Negligência médica é punida em Tokyo

A Corte do Distrito de Tokyo decretou prisão a três médicos por negligência que levou a morte de um paciente de 60 anos com câncer de próstata em 2002. Segundo o juiz, “os três não tinham a capacidade mínima necessária para executar a cirurgia e a audácia foi muito séria. Eles nem mesmo sabiam controlar o sangramento, um procedimento básico”.

Taro Hasegawa, de 37 anos, Jun Madarame, de 40 anos, e Shigetaka Maeda, 35 anos, pegaram de dois a cinco anos de prisão. Os três trabalhavam no hospital da Universidade Jikei de Medicina, no distrito de Katsushika. Os três optaram por uma cirurgia em um paciente em novembro de 2002, mas acabaram danificando os canais sangüíneos e levando a morte do paciente.