Réu é condenado à pena de morte

A Corte do Distrito de Fukushima sentenciou pena de morte a Minoru Watanabe, de 57 anos, pelo assassinato de duas mulheres em 2001. A corte alegou que Watanabe tinha um grande papel nos assassinatos, derrubando o argumento de que ele apenas havia comandado os homicídios.

“O réu é anti-social e cruel, pois não hesitou em tirar a vida das pessoas por dinheiro. Seria difícil corrigi-lo”, disse o juiz que presidia a sessão. Watanabe foi acusado pelo assassinato de Miyoko Nakajima, 77 anos, atropelando-a e retirando 2,3 milhões de ienes do seguro de Nakajima.

Também foi acusado pelo assassinato de Katsushige Umino, de 63 anos, também pelo dinheiro do seguro, que Watanabe acabou não retirando. Ao todo, foram seis acusados, sendo Watanabe a única pena de morte.