Estudantes estrangeiros teriam sido deportados

Doze estudantes estrangeiros de koukous de Tokyo e de duas províncias vizinhas repentinamente deixaram de freqüentar as aulas nos últimos três anos, aparentemente por terem sido deportados, segundo dizem professores.

São seis estudantes de Chiba, três em Tokyo e mais três em Kanagawa, de acordo com uma pesquisa feita pelas escolas, que descobriram ainda que dois estudantes de Saitama deixaram as escolas após seus status de foragidos terem sido descobertos. “O número real deve ser bem maior”, diz Genichi Yamaguchi, advogado familiar com especialidade em questões de imigração.

Keiji Mio, líder do grupo de professores de koukou de Chiba, disse que os docentes deveriam compreender mais
profundamente a situação real dos estudantes.