Governo quer “segunda chance” para pessoas que procuram recolocação profissional

Um documento anual do governo sobre qualidade de vida no Japão sugere que dar uma “segunda chance” a jovens, mulheres e idosos que procuram oportunidades de emprego seria crucial para manter uma sociedade saudável em meio à queda da taxa de natalidade.

As situações mais graves apontadas pelo relatório são a dificuldade de recolocação no mercado de trabalho para idosos, mulheres que abandonaram seus empregos para terem filhos e jovens recém-formados no ensino superior que não tiveram êxito em no primeiro emprego.

Entre os recém-formados, principalmente, se verificou um aumento no número de formandos que largaram seus empregos em até três anos. A porcentagem chegou 35,4 entre os formandos de 2001, em comparação aos 23,7% dos formandos de 1992, época anterior ao colapso da bolha econômica.