Corte condena mulher por deixar o filho morrer de fome

A Corte Distrital de Takamatsu condenou uma mulher a cinco anos de prisão nesta quarta-feira, por deixar seu filho morrer de fome. A promotoria queria uma pena de seis anos.

Ai Yamanashi, 25 anos, não alimentava corretamente seu filho Ayumi, 3 anos, desde dezembro último. Ele morreu de desnutrição perto do dia 5 de fevereiro na casa da família, em Takamatsu (Kagawa).

Para o juiz Koji Masuda, “a ré entendeu claramente que (a sua negligência) teria impactos severos na saúde da vítima”.

Yamanashi raramente trocava a roupa do filho, e o mantinha em um depósito coberto de excremento e restos de comida.