Atleta japonês não reclama do banco de reservas

Shinji Ono, meio-campo da seleção japonesa, se conformou em ficar no banco de reservas na partida de estréia da equipe no Mundial da Alemanha, contra a Austrália, no dia 12 de junho. “Não é como se eu nunca tivesse ficado no banco de reservas antes”, disse Ono.

“Estou preparado para entrar e espero ter chance de jogar uma Copa do Mundo”, completou o atleta, que não participou da Copa de 2002 devido a uma crise de apendicite antes do torneio.

O técnico do Japão, o brasileiro Zico, optou por Takashi Fukunishi no meio-de-campo ao invés de Ono, na estréia em Kaiserslautern.”Eu fui reserva no Líbano (na Copa da Ásia de 2000) e ainda espero ter uma chance de jogar.

Mas o time é mais importante que qualquer jogador. Todo o país está apostando em nós e o mais importante é não decepcioná-los. Tenho certeza que minha chance chegará”, finalizou Ono.