Explosões e tiroteios assustam Fukuoka

Explosões e tiroteios foram ouvidos pelos habitantes de Kurume (Fukuoka) na noite do último domingo. A polícia suspeita de brigas internas por liderança entre facções da organização mafiosa Dojin-kai. O conflito teria acontecido na sede da Dojin-kai e em seus quatro escritórios.

Os cinco locais atacados têm ligações com um novo líder criminoso que sucedeu Seijiro Matsuo, aposentado da diração da organização no começo de maio.

O grupo majoritário da Dojin-kai, conhecido como Murakami-ikka, se opõe à nova liderança e anunciou que cortará todos os laços com a direção da Dojin-kai. Segundo a polícia, o Murakami-ikka têm feito contatos com Yamaguchi-gumi de Kobe, a maior organização criminosa do Japão.

A Dojin-kai tem cerca de 570 membros, dos quais aproximadamente 200 fazem parte da Murakami-ikka.