Taro Aso vê problemas no Santuário Yasukuni

O ministro do Exterior japonês, Taro Aso, disse esta terça-feira que há problemas no atual modo de homenagear as vítimas de guerra no Santuário Yasukuni, em Tokyo. Ele sugeriu a revisão do sistema que prevê que uma única organização religiosa seja encarragada de prestar as homenagens.

Aso disse ainda que pretende disputar a presidência do PLD em setembro, caso consiga as vinte assinaturas de apoio necessárias para sustentar sua candidatura.

O ministro defendeu que, embora o governo não possa obrigar o controverso santuário a separar as vítimas comuns dos criminosos condenados da 2ª Guerra Mundial, é tarefa dos políticos pensar em uma solução que contemple todas as posições sobre o tema.