Seleção Japonesa de judô realiza treinos no Brasil

Primeiro, os japoneses importaram Zico para levar a ginga brasileira do futebol. Agora, eles vêm ao Brasil para “aprender” o que faz a diferença no judô nacional. Até quinta-feira a seleção japonesa de judô ficará em São Paulo participando de um treinamento conjunto com as seleções A e B, sub-26 e júnior do Brasil.

O objetivo, explica o técnico Hitoshi Saito, é aprender a técnica de solo (newaza) e o segredo do equilíbrio nacional no trabalho com as pernas. Para isso, vale recorrer à tradição futebolística ou buscar conhecimento no jiu-jitsu nacional. “O brasileiro faz um trabalho de perna incrível”, elogia Saito, que também foi campeão mundial. “Permite a pegada e em golpes que derrubariam outros, ele consegue manter o equilíbrio mesmo em uma perna só”.

Mas o grande interesse dos japoneses no treino é mesmo o newaza. “A técnica de chão no Brasil é muito forte”, avalia o campeão mundial Yasuyuki Muneta, que vai mais longe ao dizer que esta pode ser “até melhor que a japonesa”. Um elogio que o meio-médio medalhista olímpico Flávio Canto acha exagerado. “O Japão é a escola mais completa, são nossa referência. Eles também são muito bons em newaza, mas claro que temos uma geração muito boa aqui”.

Sempre citado quando o assunto é imobilização e técnica no solo, Canto está na mira dos estrangeiros, que chegam a fazer “fila de espera” para treinar com o brasileiro. E ele não se preocupa com o risco de entregar o ouro para o adversário. “É o princípio da propagação de conhecimento, dar e receber. Da mesma maneira que a gente aprende com eles, ensina. Não tem isso de esconder as armas”, garante.

Esta é a primeira vez que a seleção principal japonesa treina no Brasil. “É uma honra. Eles são os papas do judô”, comemora Canto.

Redação Made in Japan Redação do site Made in Japan

Compre agora na Amazon

Seu Nome em Japonês

Cotações de Moedas

  • Dólar: R$ 5,5598
  • Euro: R$ 6,0502
  • Iene: R$ 0,0354
Fonte: BCB (22/07/2024)
Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para personalizar publicidade e produzir estatísticas de acesso de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.