Morre fotógrafo japonês condecorado pela ONU

O fotógrafo japonês Banri Namikawa, conhecido por seu trabalho dedicado à documentação de locais considerados patrimônios da humanidade, morreu de câncer de pulmão domingo 7 aos 74 anos, em Kanagawa.

Nascido em Tokyo, Namikawa devotou sua vida a fotografar locais tombados como herança cultural depois de testemunhar a destruição de ruínas históricas na Síria, na época em que trabalhava como jornalista. Ele serviu como conselheiro da UNESCO e chegou a receber honras da ONU em 1994.

Em 2001, ele organizou uma exposição fotográfica denunciando a destruição de antigos artefatos budistas no Afeganistão, pelo então regime Taleban.