Nattô ganha de usina na justiça

A Corte Distrital de Tokyo julgou quarta-feira 19 a favor de um produtor de nattô (prato de grãos de soja fermentados) de Ibaraki que perdeu 180 milhões de ienes, afetada pelo vazamento fatal na usina nuclear de Tokaimura em 1999.

No entanto, o juiz Akio Doi não concordou com o valor de 1,6 bilhões de ienes em indenizações que o produtor pedia à JCO Co., operadora da usina. O produtor de nattô já recebeu 210 milhões de ienes da JCO em forma de benefícios e terá agora que devolver uma diferença de 30 milhões.