Mulher é presa por esconder corpo do filho no armário

Hokkaido

Mariko Murata, 35 anos, foi presa por esconder o cadáver de seu filho de um mês em um armário de sua casa em Hokuto (Hokkaido), noticiou o jornal Mainichi. A polícia local irá indiciá-la também por assassinato, após ela confessar ter matado o bebê. Acusada de abandonar o próprio filho dentro do armário em algum momento do sábado 25, Mariko está sendo interrogada sobre os motivos do crime. A causa da morte ainda está sendo investigada.

Mariko disse a seu marido sábado 25 pela manhã que a criança havia desaparecido depois que voltou para casa das compras, levando-o a alertar a polícia. Policiais realizaram buscas em todo o prédio junto com o marido. Ela disse a investigadores que sufocou o bebê usando um saco plástico.