Sentô, as casas de banho do Japão

Casa de banho público

Casa de banho público Yasufumi Nishi/JNTO

Visitar o Japão e não ir a um de seus banhos públicos, os sentôs, é quase como ir a Roma e não ver o Papa. O costume de tomar banhos coletivos, há muito abandonado pelo Ocidente, continua a ser um hábito entre os japoneses.

Siga as instruções para o seu banho ser um sucesso:

  • Pague antecipadamente para obter um armário, onde deve deixar a roupa e os sapatos
  • Mulheres de cabelos compridos devem prendê-los
  • Sempre tome banho antes de entrar na banheira. Os japoneses costumam se sentar em banquinhos e usar a bacia para se enxaguar.

Dogo Onsen, de Ehime

Dogo Onsen, de Ehime Japan Info

Uma das casas de banho público mais icônicas é o Dogo Onsen, da cidade de Matsuyama. A casa é conhecida por ter servido de inspiração para a animação “A Viagem de Chihiro”, do diretor Hayao Miyazaki.

As casas podem ser encontradas em todos os cantos do Japão, das mais pomposas às mais simples de bairro. As áreas internas são tradicionalmente decoradas com painéis com o Monte Fuji ao fundo. Com o passar dos anos, a popularidade dos sentôs foi diminuindo. Isso fez com qua a profissão dos artistas especializados na arte dos murais também diminuísse. Contudo, a artista Miki Tanaka, vem se destacando no mercado, como a primeira mulher e a mais nova artista de murais de sentô do Japão. Ela divulga a sua arte na tentativa de resgatar a tradição das casas de banho no país. Veja, a seguir, o vídeo do canal Great Big Story.