O dia-a-dia de um mangaká profissional

Geralmente, Kamiya acorda lá pelas 9h. Mãos à obra. O expediente no trabalho começa em torno das 11h e, dependendo do dia, Kamiya e seus assistentes só largam a caneta digital lá pelas 22h ou 23h.

Não existe fim de semana. Por isso, há épocas em que o desenhista mal pode sair de sua casa por dias.

“É preciso gostar muito do que faz, porque não tem descanso”, conta.

Conheça a seguir, o dia-a-dia do autor, desde o começo da produção de um capítulo até a revista pronta nas bancas:

Dia 26 – “Já tenho o desenrolar da história, do começo ao fim, pronto em um arquivo de texto com todas as falas dos personagens. Dividi o enrendo de acordo com o número de capítulos previstos. Começo a checar o “script” mais ou menos no dia 26 de todo mês, depois que enviamos o capítulo anterior para a gráfica.”
KamiyaYuu_desenhoquadro_2_B-ok
Dia 27 – “Me encontro com o editor da revista no dia seguinte, já com o rascunho inicial pronto. Faço os rabiscos em um caderno qualquer, a lápis mesmo. Nos reunimos em qualquer café ou restaurante e ficamos praticamente o dia todo conversando a respeito do capítulo.”

Dia 28 – “Cada mangaká tem sua própria maneira de produzir o capítulo, por isso, não existe uma forma convencional. No meu caso, faço as devidas mudanças indicadas pelo editor e jogo as falas nos balões. Também organizo os quadrinhos de acordo com o projeto. Esse processo inicial demora pouco mais de 2 horas.”KamiyaYuu_desenhoquadro_3_B-ok

Dia 28 a dia 2 do mês seguinte – “Ainda no mesmo dia, começo o ‘shitagaki’, ou seja, faço o rascunho já com o tablet. Já sei a delimitação de cada quadro e o espaço para os balões de fala. Termino de desenhar as 33 páginas em aproximadamente quatro dias.”KamiyaYuu_desenhoquadro_4_B-ok

Dia 2 a 7 – “Graças ao programa e ao sistema moderno que utilizo, posso clarear o desenho inicial, do desenho definitivo. Aqui, em azul, está o rascunho que fiz nos quatro dias anteriores. KamiyaYuu_desenhoquadro_5_A-ok
Agora o foco do trabalho é reforçar o traço dos personagens.”

quadro_5_B ok“A partir daqui, divido o trabalho com os assistentes. As partes monótonas eu repasso para eles (risos). Eu me foco mais ainda nos personagens, colocando diferentes tonalidades de cinza para “colorir” algumas partes.KamiyaYuu_desenhoquadro_5_A-ok

Reparem que há traços que expressam movimentos. Dessa forma, o desenho ganha mais emoção.”

KamiyaYuu_desenhoquadro_6-ok

Dia 7 a 15 – “Uma das assistentes é responsável em desenhar paisagens e contextualizar o ambiente em que se passa a história. Nesses dois quadrinhos ao lado você pode reparar a diferença: enquanto faço a personagem, a minha ajudante completa com o fundo. É o processo chamado arte-final.”
KamiyaYuu_desenhoquadro_7A-ok

Dia 12 a 14 – “Enquanto fazemos o capítulo, envio a prévia para o editor. Se ele não tiver sugestões ou pedidos de mudança (coisa que raramente acontece), conseguimos acabar o trabalho mais ou menos no prazo. Também aproveitamos o processo para fazer os retoques finais.”
KamiyaYuu_desenhoquadro_8-ok

Dia 14 – “O prazo de entrega acontece por volta do dia 14. Confiro página por página para ver se não há nenhum erro, ou se deixei de complementar algum detalhe. Se as 33 páginas estão ok, envio para a editora. Caso eles aprovem, a arte vai para a gráfica e….”
KamiyaYuu_desenhoquadro_9-ok

Dia 27 – “Finalmente, depois de alguns dias sendo compilado à revista com capítulos de outros autores, o mangá chega impressa às bancas no dia 27. Você está muito enganado se acha que eu estava descansando nesse período. Enquanto o mangá está na gráfica, aproveito para fazer “bicos” como ilustrador de livros e games.”

O mangaká brasileiro Kamiya Yuu em sua mesa de trabalho

O mangaká brasileiro Kamiya Yuu em sua mesa de trabalho

Esta reportagem foi publicada originalmente na revista Made in Japan 137, de fevereiro de 2009

Você pode se interessar também por...