Patrimônio da Humanidade #11: Ryukyu

Castelo Shurijo

Castelo Shurijo

Não é o sol dos trópicos, a areia branca das praias, nem a água cristalina que fazem da província de Okinawa esconderijo de um valioso patrimônio mundial.

O reino de Ryukyu, como antigamente eram conhecidas as ilhas ao sul do arquipélago japonês (antes de ser incorporado ao Japão como província de Okinawa após a Restauração Meiji), foi habitado por um povoado com culturas próprias, independente em relação à civilização nipônica.

Com influências da Coreia, da China, e do próprio Japão, o território ainda possui resquícios dessa peculiar tradição, como dialeto (incompreensíveis até mesmo para os japoneses), costume, arquitetura, etc. Fruto dessa diversidade são as ruínas dos castelos, os chamados gusuku no dialeto de Okinawa.

Diferentes dos castelos erguidos pelos xoguns nas principais ilhas do país, essas construções serviam como fortalezas contra as invasões de nações vizinhas, bastante frequentes durante o século 12. As estruturas também serviam de palco para rituais religiosos.

As Propriedades do Reino de Ryukyuno são um conjunto de 9 gusuku (5 castelos e 4 locais relacionados) que simbolizam a cultura do povo de Ryukyu que em tempos remotos floresceu na região. Somente em 2000, as propriedade passaram a ser reconhecidas pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade.

Veja quais são as Propriedades do Reino de Ryukyu

Propriedades do Reino de Ryukyu

Onde: Okinawa
Como chegar: Shurijo: Aprox. 15-minutos a pé da Estação Okinawa Monorail Shuri
Mais informações: www.jnto.go.jp/eng/location/rtg/pdf/pg-709.pdf (em inglês)

Conteúdo publicado originalmente na edição #149 da revista Made in Japan.

Você pode se interessar também por...