O samurai Darth Vader

capacete darth
Darth Vader, a figura mais misteriosa da série, tem uma ligação direta com o Japão – iniciada em uma conversa entre o diretor George Lucas e o diretor de arte Ralph McQuarrie. Lucas queria que o vilão da histõria vestisse um manto negro, um grande capacete seguindo o estilo dos usados pelos samurais, (chamado de kabuto) e uma máscara de seda sobre o rosto. Não demorou muito para McQuarrie aparecer com uma nova proposta e uma pequena alteração.

Linhas japonesas: O capacete  de Vader foi todo baseado no kabuto. Até a aba que protege a lateral do rosto e a nuca do guerreiro foram mantidas. McQuairre, diretor de arte de Guerra nas Estrelas, eliminou alguns acessórios e as linhas decorativas, optando por um estilo sombrio. Para completar, adicionou um modulador de voz à mascara de personagem. Assim, além da respiração controlada com a ajuda dos aparelhos instalados em sua armadura e máscara, Vader poderia intimidar qualquer inimigo utilizando sua voz metálica.

Linhas japonesas: O capacete de Vader foi todo baseado no kabuto. Até a aba que protege a lateral do rosto e a nuca foram mantidas. McQuairre, diretor de arte de Guerra nas Estrelas, eliminou alguns acessórios e as linhas decorativas, optando por um estilo sombrio. Para completar, adicionou um modulador de voz à mascara de personagem. Assim, além da respiração controlada com a ajuda dos aparelhos instalados em sua armadura e máscara, Vader poderia intimidar os inimigos com sua voz metálica.


A base da ideia continuaria a mesma. O kabuto permaneceria, numa versão aproximada, com as abas que serviam para proteger a nuca e a lateral do rosto dos guerreiros nipônicos. Darth Vader também vestiria, na altura da cintura, uma espécie de manto, igual àqueles utilizados pelo samurais para ludibriar os inimigos no ataque – impossibilitando que o oponente conseguisse enxergar com precisão o movimento de suas pernas e, assim, pudesse prever o próximo golpe. No lugar da frágil seda, Vader usaria uma aterrorizante máscara. Se a intenção era provocar medo, o artista acertou em cheio.

Sua fonte de inspiração para essa virada veio de uma profunda pesquisa do traje dos samurais, mais especificamente do mempo, máscara de metal utilizada exclusivamente pelos guerreiros mais respeitados do Japão e que era moldada à imagem de demônios, fantasmas e animais ferozes. Sua função, mais do que proteger, era intimidar o inimigo. Com disfarce, até o guerreiro mais franzino ficava com cara de mau. Não é o caso de Vader que, com seus dois metros de altura, precisa da máscara mecânica para manter-se vivo.

O kabuto (capacete) e o mempo (máscara) do senhor feudal Date Masamune: as peças dos samurais foram as fontes de inspiração de Lucas para criar o visual assustador de Vader

O kabuto (capacete) e o mempo (máscara) do senhor feudal Date Masamune:
as peças dos samurais foram as fontes de inspiração de Lucas para criar o visual assustador de Vader

Após descobrir um novo caminho para ganhar poder, o ambicioso Anakin Skywalker rompe com o seu mestre Obi-Wan Kenobi, e, fascinado com a força adquirida por ter abraçado o ódio, o medo e a dor, começa a exibir seus novos “dotes”, traindo e assassinando jedis. Obi-Wan resolve então colocar o aprendiz no lugar. Após uma épica batalha, Kenobi surge como vitorioso, certo da morte do ex-aluno. Com a ajuda do Imperador, Anakin sobrevive, mas é forçado a usar usar a máscara e a armadura que irão, a partir desse momento, controlar funções básicas de seu organismo, como a respiração. Renascido das cinzas, Anakin Skywalker torna-se Darth Vader e jura lealdade absoluta ao seu novo mestre. Mas isso é uma história para o Episódio III.

Reportagem: Alexandre Morettin

Reportagem publicada na edição nº 22 da revista Made in Japan

Você pode se interessar também por...