Violência que gera riso no cinema

Reflexões que saltam das telas do cinema e vão além do retrato do cotidiano. A professora da Faculdade de Antropologia da USP, Rose Satiko Gitirana Hijiki, traz em “Imagem-violência: etnografia de um cinema provocador”, uma análise da violência presente no cinema.

Pulp Fiction e Cães de Aluguel, de Quentin Tarantino, Fargo, dos Irmãos Coen, A estrada perdida de David Lynch fazem parte da seleção de filmes dos anos 1990 que serviram como objeto de pesquisa do livro e remetem ao uso da violência como recurso de expressão na comunicação contemporânea.

Seguindo os caminhos da antropologia visual, a autora tenta desvendar os retratos da violência não apenas enquanto reflexo da sociedade pós-moderna, mas também enquanto linguagem do cinema. Uma linguagem que é trabalhada de tal maneira que chega a provocar o riso em cenas de violência extrema e que ultrapassa o universo das imagens para oferecer novas possibilidades de repensar a sociedade.

O lançamento do livro será no dia 13 de março, na Livraria da Vila (Vila Madalena) onde será organizado um bate-papo entre a autora Rose Satiko e a cineasta Tata Amaral.

Para aqueles que tiverem interesse em assistir aos filmes, alguns dos títulos analisados na obra estão em exibição na Mostra Mondo Tarantino. Filmes que permeiam o universo de Tarantino estão em exibição nos Centros Culturais Banco do Brasil de São Paulo e Brasília e no Cinusp. Veja a programação completa no site da mostra.

Livro: “Imagem-violência: etnografia de um cinema provocador”
Autora: Rose Satiko Gitirana Hijiki
Prefácio: Massimo Canevacci
Orelha: Sylvia Caiuby Novaes
Preço: R$ 32,00

Lançamento

Quando: 13 de março, das 19:00 às 22:00. Das 19:30 às 20:30 – conversa da autora com a cineasta Tata Amaral.
Onde: Livraria da Vila, rua Fradique Coutinho, 915, Vila Madalena, São Paulo-SP